Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A Música no Cinema: Ennio Morricone

Segunda-feira, 05.04.10

 

Uma ideia que me ocorreu ao ouvir de novo a banda sonora de Era uma vez na América, e que é muito subjectiva claro está, foi a seguinte: as composições de Ennio Morricone estão para o cinema como as de Gustav Mahler para a música clássica.

Reparem na melancolia. A melancolia a sério, pesada, viscosa, que se cola à pele e à alma, até deixar de doer. Quando alguém se entrega à melancolia, mergulha nela, e dificilmente sai ileso.

Sempre preferi a nostalgia à melancolia, é mais leve, quase aérea, como uma nuvem, ou como o nevoeiro antes de se dissipar. Leva-nos a viajar no tempo, mas estamos seguros por um fio que nos traz de volta, sabemos sempre que vamos regressar.

 

Voltando ao filme da música mais melancólica de todas as que ouvi de Ennio Morricone: não esquecer que este Era uma vez na América é um Sergio Leone. Aqui Robert de Niro num dos seus papéis. A tristeza naquele olhar quando se encontra com o homem que um dia fora seu amigo. Não há palavras para descrever aquele olhar. 

E já viram cena mais triste do que a cena final, quando Robert de Niro adormece a sua dor numa casa de ópio? Aquele sorriso completamente ausente? Só Ennio Morricone para conseguir traduzir aquela ausência em música.

 

E assim também para a composição do Cinema Paradiso de Giuseppe Tornatore. Há lá música mais triste e nostálgica? Aquele realizador solitário a percorrer as memórias de infância, as personagens, os afectos, o grande amor ao cinema, a paixão de adolescente de que nunca se recompõe...

 

As minhas composições preferidas, as que condizem mais com a minha natureza pouco dada à melancolia, são as dos filmes The Untouchables de Brian De Palma e Na Linha do Fogo de Wolfgang Petersen. Este último, já está a navegar aqui...

De qualquer modo, as mais famosas penso que ainda são, além da do filme Cinema Paradiso, as do filme de Sergio Leone Era uma vez na América e do filme de Roland Joffé, The Mission. 

  

 

 

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 22:11

Do Baú:

Quarta-feira, 15.04.09

 

 

Desejaria chegar finalmente a casa

 

Luzes na noite

e um caminho entre árvores 

 

 

 


 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 09:06

Do Baú:

Quarta-feira, 15.04.09

 

 

Dias enevoados e misteriosos

Como neles me revejo

 

E como neles agora te procuro

subitamente sozinha

estranhamente incompleta

 

 

 


 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 09:00

Do Baú:

Quarta-feira, 15.04.09

 

 

Nunca como agora

senti esta urgência de chegar a casa

 

Nunca como agora

perante este céu a escurecer

com as árvores por companhia

 

 

 



 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 08:54








comentários recentes



links

coisas à mão de semear

coisas prioritárias

coisas mesmo essenciais

outras coisas essenciais

coisas em viagem